segunda-feira, 14 de março de 2011

DE PÉ DE IGUALDADE

"- I Love You.
- O quê? Tu amas-me?
- Não é esse "I Love You", eu queria dizer que te adoro."

Já repararam que na língua inglesa não existe propriamente a expressão "adoro-te" como cá em Portugal? Às vezes, sem esta expressão pode causar danos irreparavéis.
Mas claro que não é só nos EUA que acontece cenas destas. Pode também acontecer cá em Portugal como:

"- O meu filho nasceu na terça passada!"                "Hoje fiz o meu crisma!
- A sério, parabéns.                                                    - Então parabéns, puto.
- Mas eu não faço anos."                                           - Mas eu não faço anos."

Obviamente estes tipos de situações já aconteceram a um de voces. Mas nada disto acontecia se o vocabulário portugues tivesse uma espécie de "Congratulations".
Usava-se a palavra "Parabéns" quando as pessoas fizessem anos e usava-se a versão portuguesa de "congratulations" quando as pessoas ou tivessem filhos, ou tivessem boas notas ou se ainda tivessem feito o crisma.

1 comentário:

ATENTADO A PORTUGAL (LISTA NEGRA)

ATENTADO A PORTUGAL (LISTA NEGRA)
Mas quem é que esta gente é para agora meter-se com Portugal?