quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

CULPA DO MADE IN CHINA


Antes de tudo, este post não tem o fim de fazer publicidade ao MODELO e às lojas chinesas, sobretudo insulta-las. Pelo contrário.

É raro dizerem que o Made In China pode ser uma das causadoras da falencia das familias portuguesas. E se vos disserem que é, acreditam?
Os amantes de boa música (com pouco dinheiro) compram os seus fones nos chineses. São bonitos e baratinhos, o máximo chega a dois euros. O problema é que os fones passado p´ra aí duas semanas estragam-se e como são baratinhos, todo o mundo cai no erro de comprar mais fones na mesma loja.
Tudo bem, são baratos e não são mais dois, menos dois euros que vai estragar o orçamento dos portugueses.


Mas vejam nesta prespectiva:

Uma mãe levanta-se cedo da cama para ir ao chinês de proposito. Caminha desde a sua casa até à loja e durante esse caminho está a gastar a sola dos saltos altos. Depois chega à loja, compra os tais fones e como tem três filhos, mais dois fones são comprados. No total gasta  6 euros.

Após a compra, volta a fazer o caminho contrário e como o MODELO está no caminho e falta pão, nada melhor para entrar no supermercado. Como é grande a tentação, o pão juntou-se a bolachas de chocolate e baunilha, donut´s, iorgurtes de pedaços de fruta tropical, leite em garrafas de vidro etc. Se fosse apenas o pão, o gasto rondava os dois euros, mas com as bolachas, etc passou a constar na conta mais de 45 euros.

Para não chegar, à saída do supermercado, essa mãe ao tropeçar na rampa, cai sobre o chão, levando consigo todos os sacos. Sacos esses que não foram suficientes para proteger os produtos. O leite passou a navegar pela rampa assim como as migalhas das bolachas que ficaram esmagadas com o peso dessa mãe.

Essa queda originou a perna quase partida e sem conseguir andar até casa, essa mãe resolve pedir um táxi. Mais 5 euros para acrescentar à conta.

Para não ser suficiente, após a chegada a casa, essa mãe ao não aguentar as dores, resolve chamar a ambulância. Com a crise e com os cortes do estado, essa mãe passou mais um "cheque" de 14 euros para a ambulancia dar boleia até ao hospital.

Não me importava de continuar a história, mas como este texto está a ficar comprido, numa ida ao chinês: os 6 euros passou a 75 euros fora o ordenado de dois meses que essa mãe perdeu com as faltas que ela fazia no emprego devido à facturação. Mais de 2700 euros perdidos!!!!

...e agora já perceberam como  que o MADE IN CHINA consegue levar as pessoas à falencia?...

1 comentário:

ATENTADO A PORTUGAL (LISTA NEGRA)

ATENTADO A PORTUGAL (LISTA NEGRA)
Mas quem é que esta gente é para agora meter-se com Portugal?